Pesquisa personalizada

O principal objetivo desse blog é oferecer dicas, notícias e informações sobre temas relacionados a sua saúde e bem-estar.

CULTIVE SUA SAÚDE ESPIRITUAL:

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Linguiça, bacon e presunto são cancerígenos, diz OMS

Um novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o consumo de carne processada - como bacon, salsichas e presunto - causa câncer.
Segundo o documento, 50 gramas de carne processada por dia, o equivalente a duas fatias de bacon, aumentam a chance de desenvolver câncer colorretal em 18%.
De forma mais branda, pela falta de provas mais contundentes, a organização também reforçou o alerta em relação à carne vermelha, dizendo que ela seria "provavelmente cancerígena".
De acordo a correspondente da BBC em Genebra, Imogene Foulkes, no caso da carne vermelha o "quadro não é tão claro".
"O estudo mostra provas limitadas de que comer carne bovina, carne de porco ou cordeiro pode causar câncer, mas outras explicações não podem ser descartadas", afirmou.
A correspondente da BBC afirmou ainda que a OMS destaca que o consumo baixo de carne traz benefícios à saúde, mas os consumidores precisam saber que também existem riscos e comer carne com moderação.
A carne vermelha é uma grande fonte de ferro, zinco e vitamina B12.

Aditivos

Carne processada é a carne que foi modificada para aumentar seu prazo de validade ou manipular o gosto. São as carnes defumadas, curadas ou que receber aditivos como sal ou conservantes.
São estes aditivos que podem aumentar o risco de desenvolver câncer.
A OMS chegou a essas conclusões após aconselhamento de sua Agência Internacional para Pesquisa do Câncer, que avalia os melhores dados científicos disponíveis.
Com isso, a carne processada passa a estar na mesma categoria que plutônio e bebidas alcoólicas, substâncias que comprovadamente causam câncer.
No entanto, isso não significa que consumir bacon, por exemplo, seja tão ruim quanto fumar.
"Para um indivíduo, o risco de desenvolver câncer colorretal (no intestino) por causa do consumo de carne processada continua pequeno, mas este risco aumenta com a quantidade de carne consumida", disse Kurt Straif, da OMS.
Para o professor da Universidade de Oxford Tim Key, que também é membro da organização beneficente britânica voltada para pesquisa do câncer Cancer Research UK, é uma questão de moderação.
"Esta decisão não significa que você precisa parar de comer qualquer tipo de carne vermelha ou processada, mas se você come muito, há boas razões para pensar em diminuir. Comer bacon de vez em quando não vai causar muito dano - uma dieta saudável é baseada na moderação", afirmou.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Descubra os riscos que tomar uma ou duas latas de refrigerante por dia traz para sua saúde

Se você ainda não ouviu o suficiente sobre o assunto, pesquisadores de Harvard divulgaram um novo relatório apontando os riscos de consumir refrigerante diariamente. 
(Foto: Getty Images)
De acordo com o artigo publicado no Journal of American College of Cardiology, consumir bebidas muito açucaradas, como aquelas adoçadas com xarope de milho ou sacarose, pode levar ao aumento do risco de obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. Na verdade, os especialistas envolvidos no estudo descobriram que apenas uma ou duas latinhas destes produtos por dia aumentam os riscos de: 
  • Ataques cardíacos ou doenças cardíacas fatais em 35 por cento
  • Desenvolver diabetes tipo 2 em 26 por cento 
  • Enfarto em 16 por cento 
“Isso é particularmente preocupante, já que muitas pesquisas mostram que consumir uma ou duas bebidas adoçadas com açúcar por dia, aumenta o ganho de peso e a obesidade”, disse o pesquisador Frank Hu, MD, PhD, professor de nutrição e epidemiologia na Harvard T.H. Chan School of Public Health, em uma declaração formal. “O consumo regular de bebidas adoçadas com açúcar pode levar ao ganho de peso porque as calorias líquidas não fazem a pessoa se sentir satisfeita, então ela não reduz a ingestão de alimentos nas refeições seguintes”. 
Embora o consumo global das bebidas açucaradas tenha diminuído, elas continuam sendo a maior fonte de ingestão de açúcar nos Estados Unidos. Estima-se que 50% dos americanos tomam esses tipos de bebidas, todos os dias. Para 25% destes consumidores, isso traz um aumento de 200 calorias diárias. Em 5% dos casos, esta ingestão chega a aumentar em 500 calorias diárias. 
Os pesquisadores explicam que, ao contrário da glicose (outra forma de açúcar), que é absorvida na corrente sanguínea e pode ser usada como combustível, a frutose, o tipo de açúcar usado para adoçar a maioria dos refrigerantes, é metabolizada no fígado e convertida em compostos gordurosos. O resultado disso é uma maior chance de esteatose hepática e resistência à insulina, um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diabetes. 
“Estas conclusões não me surpreendem”, diz Keri Glassman, nutricionista e fundadora da Nutritious Life, ao Yahoo Health. “Já faz um tempo que sabemos que as calorias provenientes do açúcar, especialmente em sua forma líquida, são extremamente ruins para nós. Elas nos afetam a nível hormonal e aumentam significativamente o risco de doenças”. 
Glassman explica que a ausência de nutrientes nestes tipos de bebidas “faz com que você não se sinta nada saciado, levando-o a comer ainda mais”. Além disso, bebidas feitas com frutose, como aquelas que são adoçadas com xarope de milho, “são absorvidas rapidamente por nosso sistema e transformadas em gordura”. 
Para os amantes de refrigerantes, Glassman sugere a troca da Coca-Cola pela água com gás. “Adicione pedaços de fruta para adoçar a bebida”. Outra boa opção de bebida sugerida por ela, é o chá de ervas gelado sem açúcar. 
Os pesquisadores concluíram seu relatório com a seguinte declaração: “Por mais que apenas reduzir o consumo de bebidas adoçadas não resolva a epidemia de obesidade por si só, limitar a ingestão destes produtos é uma mudança simples, que terá um enorme impacto no controle de peso e prevenção de doenças cardio-metabólicas”. [Fonte: Yahoo]

Assista o Documentário "A Carne é Fraca" Aqui:


Pesquisa personalizada